E disse Deus: “Façamos o homem
à nossa imagem, conforme a
nossa semelhança”.
Gênesis I:26
O ser humano possui todo o conhecimento ( a Sabedoria do Universo ) e para isso foi sabiamente criado, “à semelhança de Deus”.
Todos temos acesso a essa sabedoria mas precisamos reaprender o caminho para nos “ligarmos” novamente à Sabedoria que nos criou.
A proposta dos trabalhos aqui apresentados é a de incentivar que todos os seres humanos, através do conhecimento e do uso dos elementos disponíveis na Natureza, se “religuem” à esta sabedoria Suprema. Para isso, serão divulgadas algumas formas para que a ligação com o Eu Superior seja feita através de atos mágicos, de objetos ritualizados; das mensagens angelicais ( baralho e cartões dos Anjos), do estudo das Cores Pessoais para o auto-conhecimento e de outros instrumentos que se tornarem acessíveis.

30.4.14

Um ritual para homenagear a sua mãe






"reverenciar a mãe é deixar brotar a energia maternal acolhedora que vive dentro de cada um e reconhecer com gratidão que só foi possível estar nesta jornada graças à sua disponibilidade e amor. Ao reverenciá-la, a própria vida também é homenageada."





RITUAL XAMÂNICO FORTALECE RELAÇÃO COM MÃE

De acordo com a cultura xamânica, a Terra representa o feminino e possui uma energia que funciona como o útero sagrado, a mãe que acolhe e cuida, participando de modo ativo no processo de evolução e crescimento dos seres humanos. Partindo deste contexto, a psicóloga e especialista em Reiki Xamânico, Adriana Feijó, explica que o homem tem o dever de respeitar e ser grato à "Mãe Terra", olhando-a de modo sagrado e preservando-a. O Xamanismo ainda cultua os ancestrais, de modo que avôs e pais também são vistos de modo sagrado, como os facilitadores da estadia neste planeta.

A psicóloga informa que é possível trabalhar a relação com a mãe através de rituais simples que trazem à tona aspectos como amor incondicional, gratidão, melhora de padrões negativos, perdão e outras questões. Ela acredita que estes trabalhos nos reconectam com nossas raízes ancestrais, despertando um caminho transformador do ser.

"Um ritual xamânico que pode ser feito no Dia das Mães é um altar para os símbolos das quatro direções: Norte, Sul, Leste e Oeste. Separe um pequeno espaço na sua casa para montar esse altar. Depois disso, inclua objetos específicos na direção dos pontos cardeais. No Leste, coloque uma vela representando o Elemento Fogo e a nossa intuição. Na cultura xamânica, essa direção é ideal para pedir por iluminação de questões e trabalhar dificuldades específicas com as mães. No Sul, ponha um vaso com água, representando as emoções e a criança interior. Essa direção pode ensinar lições sobre perdão e gratidão às mães pela infância, independente da forma como esse período foi vivido. No Oeste, inclua cristais e ervas, representando o Elemento Terra e as sensações, estimulando a reflexão sobre a relação maternal durante a vida. No Norte, coloque penas para representar o Elemento Ar. Este é o local dos ancestrais e mestres, onde devem ser trabalhados os ensinamentos, as tradições e os valores que foram passados de geração a geração, até chegar às mães e a nós mesmos", ensina Adriana.

REVIVA A MEMÓRIA DA MÃE QUE JÁ SE FOI

Quem não tem mais a mãe ao lado também pode celebrar de maneira digna e especial esta data tão importante. O detalhe está em resgatar elementos que reforcem a identidade e a memória de quem já se foi.

Para a psicóloga Clarissa De Franco, um bom começo é perguntar às pessoas próximas qual característica principal definia a mãe quando era viva. Depois de anotar as ideias, faça um mosaico, de imagens ou de palavras, com essas representações que reverenciam a mãe querida. Outra ideia é recuperar fotos antigas em que ela esteja presente, fazendo um painel de cada etapa de sua vida. Porém, lembre-se de colocar as pessoas importantes e queridas que fizeram parte de sua trajetória.

"Uma terceira opção é escrever uma carta para a mãe falecida, contando como está sua vida no momento e falando sobre as lembranças que têm em relação a ela. Finalmente, é possível também reunir a família e pedir que cada um leve um presente para homenagear a mãe que já se foi. Estas lembranças podem ser colocadas em um altar, após cada pessoa relatar os motivos que a fizeram escolher aquele objeto. No final, vale um abraço coletivo, valorizando a experiência familiar", sugere Clarissa.

FAÇA UM ALMOÇO GOSTOSO E ENCHA-A DE MIMOS

Se você tem afinidade com a culinária, cozinhe para sua mãe. Ao invés de ideias batidas como oferecer um café da manhã na cama ou enfrentar restaurantes lotados com uma comida feita às pressas, Melissa Setubal, coach de Saúde Integrativa, aconselha fazer alguns dos pratos favoritos de sua mãe, pesquisando opções mais saudáveis. Também vale caprichar na sobremesa e fazer em uma quantidade maior, para que ela se delicie no dia seguinte. Porém, não se esqueça de lavar a louça e deixar tudo limpo e arrumado depois, para que sua mãe não tenha nenhum trabalho.

"Mas se você não tem intimidade com a cozinha, tire o dia para cuidar e paparicar sua mãe do jeito que ela mais aprecia. Ao invés de ficar tentando inventar uma surpresa mirabolante ou comprar um presente caro, observe como ela costuma demonstrar carinho por você e use esse mesmo tipo de linguagem para mostrar seu amor. Nesse caso, vale de tudo: escrever palavras e mensagens bonitas, dizer que viu uma lembrancinha numa loja e lembrou dela, ou passar o dia inteiro junto e fazendo carinho. O simples fato de prestar uma atenção mais especial na sua mãe será um grande presente para ela", garante Melissa.

HONRE A "MÃE TERRA"

A terapeuta energética Ceci Akamatsu aconselha prestar uma homenagem à maior mãe de todas, aquela que cria, nutre, educa e sustenta a todos nós ao longo da vida: a Terra. Para isso, a especialista recomenda que cada uma faça um ritual simples, que traz sensação de aconchego materno.

"Para reverenciar e demonstrar respeito à grande Mãe Terra, sente-se em cima dos calcanhares, com o peito do pé encostado no chão (de preferência ao ar livre). Depois, abaixe-se ainda mais e deite-se com a testa no chão (mantendo os braços ao lado ou na frente do corpo), que remete à posição fetal. Se você quiser, pode emitir gratidão em forma de pensamentos e sentimentos, e ficar alguns minutos sentindo a Terra lhe acolher. E quando se sentir sem chão, precisando de um colinho de mãe, basta se entregar ao acolhimento que esta grande mãe nos oferece permanentemente", orienta Ceci.

DICAS DE FENG SHUI AJUDAM A HOMENAGEAR

A especialista em Feng Shui, Cris Ventura, sugere que os filhos presenteiem suas mães com flores amarelas em vasos com terra, que simbolizam estabilidade, segurança e tolerância. Para reforçar o sentimento de carinho, junte dois cristais de quartzo rosa ao presente. O mimo pode ficar do lado direito da mesa de trabalho de sua mãe, de um cômodo ou de um imóvel - já que esta direção está ligada aos relacionamentos.

"Caso sua mãe não esteja mais presente, o ideal é ter um lugar especial na casa com um objeto herdado dela ou que lembre sua figura. Esse local pode ser um altar, um nicho de estante ou um aparador. Porém, lembre-se de escolher objetos que tragam boas memórias", alerta Cris.


Leia a matéria completa em :



11.4.14

Incensos e mitos


CURIOSIDADE 


O uso do incenso está inserido na história da humanidade desde o Antigo Egito. Na antiga Babilônia, Pérsia, Turquia, Síria e Arábia, assim como em outros povos e diversas culturas, o incenso possuía muitas finalidades. Segundo a terapeuta energética Alessandra Navarro, as pessoas imaginavam que a fumaça do incenso era o único vínculo de ligação entre o homem, no mundo físico, e os deuses, no mundo espiritual. Por isso, usavam-no em cerimônias religiosas, rituais místicos, funerais, etc. O incenso se revela na humanidade como uma prática forte entre as religiões de todas as épocas. Na Índia, por exemplo, os hindus utilizam o incenso há cerca de 6 mil anos, em ritos de oferenda aos deuses e em práticas espirituais. Até hoje é o país que lidera a sua produção. Também vale reforçar que desde a antiguidade o incenso é conhecido pelos seus efeitos benéficos e suas propriedades aromáticas, que harmonizam qualquer ambiente", explica Alessandra.



Mitos e verdade sobre os incensos



Confira no slideshow  alguns significados dos aromas, modo de usar e possíveis riscos que os incensos oferecem.





Fonte:



31.12.13

Não acredita em simpatias? Então seja grato!











"Viver num estado de gratidão nos transporta para um círculo natural de abundância. Transforma reclamação em reconhecimento, nos ajudando a focar no que temos, ao invés no que desejamos ter. O universo é abundante, basta olhar em volta e agradecer."





Feliz Ano Novo para você!


Pode ler também: 



23.4.13

Jorge, o santo guerreiro



São Jorge e o Dragão, de Gustave Moreau.
São Jorge (275 - 23 de abril de 303) foi, de acordo com a tradição, um padresoldado romano no exército do imperador Diocleciano, venerado como mártir cristão. Na hagiografia, São Jorge é um dos santos mais venerados no catolicismo (tanto na Igreja Católica Romana e na Igreja Ortodoxa como também na Comunhão Anglicana). É venerado em diversos cultos das religiões afro-brasileiras, onde é sincretizado na forma de Ogum. É imortalizado no conto em que mata o dragão e também é um dos Catorze santos auxiliares. Considerado como um dos mais proeminentes santos militares, sua memória é celebrada dia 23 de abril como também em 3 de novembro, quando, por toda parte, se comemora a reconstrução da igreja dedicada a ele na Lida (Israel), onde se encontram suas relíquias, erguida a mando do imperador romano Constantino I.

É o santo padroeiro em diversas partes do mundo: Inglaterra, Portugal, Geórgia,Catalunha, Lituânia, Sérvia, Montenegro, Etiópia, das cidades de Londres, Génova eMoscou, e, extra-oficialmente, da cidade do Rio de Janeiro (título oficialmente atribuído a São Sebastião), além de ser padroeiro dos escoteiros, e da Cavalaria do Exército Brasileiro. Há uma tradição que aponta o ano 303 como ano da sua morte. Apesar de sua história se basear em documentos lendários e apócrifos (decreto gelasiano doséculo VI), a devoção a São Jorge se espalhou por todo o mundo.

Índice




Oração da vela de São Jorge
Glorioso São Jorge, pelos vossos merecimentos, pelas vossas virtudes, pela grandiosa Fé em nosso Senhor Jesus Cristo, por Deus, fostes constituído, em protetor de todos que a Ti recorrem, necessitando de vossa proteção, vinde em meu auxilio e levai à presença de Deus o apelo que agora vos faço. (Fazei aqui o pedido) São Jorge, ofereço esta vela e vos peço, Protegei-me, Guardai-me e Guiai-me por todos os Meus caminhos, com felicidade, Paz e Salvamento, para que eu consiga rapidamente através de vossa proteção a graça que estou suplicando. Amém.


Oração para alcançar um emprego

Ó São Jorge, Cavaleiro corajoso, intrépido e vencedor; abre os meus caminhos, ajuda-me a conseguir um bom emprego, faze com que eu seja bem visto por todos; superiores, colegas e subordinados, que a paz, o amor e a harmonia estejam sempre presentes no meu coração, no meu lar e no serviço, vela por mim e pelos meus, protegendo-nos sempre, abrindo e iluminando os nossos caminhos, ajudando-nos também a transmitirmos paz, amor e Harmonia a todos que nos cercam. Amém.

Oração poderosa da chave de São Jorge
Com esta chave abençoada eu peço a Deus pela intercessão de São Jorge, que me conceda a graça de abrir: meu coração para o bem; meus caminhos para os bons negócios; as portas da prosperidade, da caridade e da paz para eu viver sempre feliz.
Com esta chave, em nome de Deus, eu fecho: o meu corpo contra as maldades deste mundo; contra as perseguições e espíritos malignos. Que meu anjo da guarda sempre me ilumine e me guarde. Com o poder da fé, misericórdia de Deus e a ajuda de São Jorge, Amém.


Oração de São Jorge


Ó São Jorge, meu guerreiro, invencível na Fé em Deus, que trazeis em vosso rosto a esperança e confiança abra os meus caminhos. Eu andarei vestido e armado com as armas de São Jorge para que meus inimigos, tendo pés não me alcancem, tendo mãos não me peguem, tendo olhos não me vejam, e nem em pensamentos eles possam me fazer algum mal. Armas de fogo o meu corpo não alcançarão, facas e lanças se quebrarão sem o meu corpo tocar, cordas e correntes se arrebentarão sem o meu corpo amarrar. Jesus Cristo, me proteja e me defenda com o poder de sua santa e divina graça, a Virgem de Nazaré, me cubra com o seu manto sagrado e divino, protegendo-me em todas as minhas dores e aflições, e Deus, com sua divina misericórdia e grande poder, seja meu defensor contra as maldades e perseguições dos meus inimigos. Glorioso São Jorge, em nome de Deus, estenda-me o seu escudo e as suas poderosas armas, defendendo-me com a sua força e com a sua grandeza, e que debaixo das patas de seu fiel cavalo meus inimigos fiquem humildes e submissos a vós. Ajudai-me a superar todo o desanimo e alcançar a graça que tanto preciso: (fazei aqui o seu pedido) Dai-me coragem e esperança fortalecei minha FÉ e auxiliai-me nesta necessidade. Com o poder de Deus, de Jesus Cristo e do Divino Espírito Santo. Amém!

São Jorge rogai por nós!





30.10.12

Ritual mágico para o Dia das Bruxas


O Halloween é uma data mágica para as bruxas. É quando  se abrem os portais entre o mundo invisível e o visível. As bruxas acreditam que nesse dia  nosso contato com os  elementais é mais forte e eles  cuidam dos nossos   pedidos para que  se realizem de forma  mais rápida, quando for para o bem de todos.

Se você ainda não tiver a sua bruxinha compre uma e faça esse ritual  no dia 31 de outubro.

Muitas pessoas buscam desesperadamente a poção certa, o feitiço ou sortilégio correto para se sentirem felizes.  Elas ignoram que o poder subjacente em qualquer poção reside em seus próprios corações: a auto-estima, a confiança em si mesmas, o amor, a esperança e a . Com esses ingredientes somos todos ( homens e mulheres), nossos próprios magos e bruxas, e as práticas mágicas estão a nossa disposição. Basta escolhermos e praticarmos os rituais.
Sempre existe uma solução para cada problema, pois nossas ações e pensamentos têm repercussões cósmicas. Pensamentos e intenções (projeções) dirigidos da mente para o mundo externo produzem um impacto definido, influenciando eventos externos. Por isso, quando você for realizar seu sortilégio, expulse de sua mente toda a preocupação.

Prepare o local onde irá realizar o ritual. Você deverá estar sozinho/a.

Coloque uma toalha ou um pano (que será usado somente nesses momentos) sobre a mesa ou mesmo no chão. Coloque em cima os quatro elementos, em círculo,  que podem ser representados por uma vela, para o Fogo; incenso, para o Ar, um cristal para a Terra, e uma taça com água, para a Água.
Acenda a vela e o incenso de sândalo ou verbena. Passe a sua  Bruxinha na fumaça do incenso, para purificá-la, e depois coloque-a no centro dos elementos. Se você quiser (e gostar) poderá fazer um chá de Camomila – usado como Condicionador Psíquico – e bebê-lo enquanto escreve seus pedidos. A concentração de energias será mais fácil e rápida. Escreva os sortilégios em papel de tamanho pequeno, sem linha. Se você usar papel reciclado passe o papel na fumaça do incenso para purificá-lo, porque o que já esteve escrito ali, fosse o que fosse, poderá conter energia que conflite com o objetivo do seu sortilégio. O sortilégio deverá ser redigido da seguinte forma:
“Peço em nome de ( Deus, Deusa, o Todo ) que a mim (indicar seu nome) seja concedido ( indicar seu desejo ). Peço que isso seja correto e para o meu bem e de todas as pessoas e coisas. Assim seja.”
No lugar do nome da deusa ou deus você pode escrever o nome ou a forma da divindade que você contata. O importante é que você ligue suas intenções com o Universo, o Todo, ou Inteligência Superior, seja qual for a forma como a conhece. Faça os pedidos em papéis separados. Depois dobre ou enrole o papel em tamanho que possa ser colocado no interior da Bruxinha se houver condições, ou em  baixo dela, e diga-lhe:
“Delego a você (fale o nome de sua Bruxinha ) que zele por meus pedidos até que eles sejam atendidos. Também peço iluminação para reconhecer  quando estiver desejando algo que não seja o melhor para mim e para o bem de todos.  Nesse caso, oriente-me a liberá-la da incumbência de guardá-los”.
Você poderá colocar vários sortilégios (ou quantos couberem), sob a guarda de sua Bruxinha. À medida que forem atendidos (ou retirados), queime-os. Jogue as cinzas em um jardim ou na grama. Você não precisa ficar restrito(a) a este ritual. Apele à sua criatividade e invente novas formas de sortilégios e maneira de realizá-los. Mas lembre-se:
           “O pensamento emite vibrações e a consciência do Universo as recebe”.
Após finalizado o ritual pegue sua bruxinha e guarde-a  em local em que ela não possa ser tocada por outras pessoas.

Esse ritual é de Luzes do Oriente

Qual é o simbolismo dos elementos usados no Halloween?


ABÓBORA – Símbolo do renascimento, da ressurreição, pois é análoga à taça e ao caldeirão. Representa também a fecundidade, a abundância, a inteligência. A abóbora esculpida com face humana e tendo em seu interior uma vela acesa é a própria ressurreição que traz a luz, é o homem em renascimento no Ano Novo Lunar que se inicia, é a luz da mente ou ainda a luz espiritual.

FANTASIAS – Relembram os seres que passam pela brecha no momento exato da passagem de ano e pedem doces ou donativos, numa alusão às oferendas que lhes devem ser oferecidas, em visão moderna.

MESA - também deverá ter uma cesta com maçãs vermelhas, as frutas de Morgana. Ela simboliza o fruto da Árvore da Vida, do Conhecimento. Segundo os Druidas, a maçã é um fruto de ciência, de magia, e de revelação. Na mesa também deverá haver um bonito bolo. Ao seu lado será colocada a lista dos parentes e amigos que se foram para outra vida e que queremos homenagear. À meia-noite, ele será cortado e repartido dentro todos os presentes em memória destes. Por tradição celta, durante as festas de Halloween, não devem faltar vinhos e cervejas. Em tempos idos, por esta ocasião, eles também serviam a Hidromel, a bebida da imortalidade, que marcava importante presença durante o transcorrer dos festejos e ritos de Samhain. Infelizmente a receita desta bebida permanece oculta nos dias de hoje.
 
VASSOURA - Ela simboliza o poder feminino e é uma arma de limpeza elétrica, não um meio de transporte das bruxas ou feiticeiras. Estas vassouras são feitas de ramos de ervas especiais, escolhidas para a ocasião, que podem vir a ser uma mistura de ramos de louro, de alecrim e molhos de alfazema. Mas estejam atentos: elas jamais tocam o chão!

MORCEGO - guardiões da passagem para os domínios do imortais, uma vez que vivem em cavernas. Símbolos da visão extrasensorial.

ARANHA - representa o destino, pois fia os caminhos concretos e de realizações assim como os ilusórios, das dispersões.

VELHA CORUJA - é o símbolo da reflexão que domina as trevas.

SAPO - símbolo lunar, representa um atributo dos mortos e da magia.Está ligado, assim como a vassoura, ao poder feminino.

GATOS PRETOS - simbolizam a meditação, a autoconfiança, a independência e a liberdade.

CORES – O preto é uma cor sacerdotal, veste de inúmeros magos, bruxos(as), feiticeiros(as), enfim, sacerdotes em geral. O roxo é a cor que simboliza a magia ritualística, e se fazem presentes durante o Halloween. O laranja é a cor da vitalidade. Nesta noite acredita-se que seres de outro planos aproximam-se dos humanos para tentar vampirizar energia vital encontrada também na cor laranja.

BALAS, CHOCOLATES, E OUTROS DOCES - simbolicamente agradarão os pretensos seres que se farão presentes através das vestes fantasiosas dos convidados. Se estes doces agradarem a estes seres servirão, simbolicamente, de pagamento para que eles não perturbem o ambiente.

MANTO OU CAPA - simbolizam a invisibilidade, o esquecimento, o oculto ou o que deve ser ocultado.

MÁSCARAS - personificam os enviados de “outro mundo”. Elas são símbolos de identificação.

CHAPÉUS PONTUDOS - são símbolos de sagração dos sacerdotes.

Fonte:


Abóboras, gatos e fogueiras

imagem da web

A mais famosa referência do Halloween é a abóbora oca, com orifícios cavados e aparência demoníaca, denominada Jack-o-Lantern. Sua origem está presente no folclore irlandês. Segundo a lenda, um homem chamado Jack, notório beberrão e trapaceiro, esculpiu uma cruz no tronco de uma árvore, prendendo o diabo em cima dela. Assim, Jack firmou um trato com o Diabo: se ele nunca o atormentasse, Jack apagaria a cruz do tronco e o deixaria descer da árvore.
Depois que Jack morreu, sua entrada no Céu foi recusada devido ao seu pacto com o Diabo. No inferno, também não foi aceito devido suas trapaças. Porém, o Diabo concedeu a Jack uma única vela para iluminar seus caminhos. Sua chama teria que ser preservada eternamente, então Jack a colocou dentro de um nabo oco, e esculpiu alguns furos para dar passagem à luz emitida pela chama.
Portanto, originalmente as Lanternas de Jack eram feitas com nabos. Mas quando os imigrantes irlandeses aportaram nos Estados Unidos em 1840, encontraram as abóboras que são muito mais adequadas. Desta forma, a abóbora tornou-se o principal símbolo contemporâneo do Halloween.
Os outros símbolos também tiveram origem na tradição celta, principalmente nas crenças dos sacerdotes druidas. Por exemplo, o período da lua cheia era considerado favorável para a realização de determinados rituais.
Para os druidas o gato era um animal místico. Acreditava-se que as feiticeiras maléficas poderiam transferir a alma para seus corpos. Assim, muitos felinos eram sacrificados quando havia a suspeita de serem "feiticeiras camufladas". Os seres humanos que praticavam perversidades eram transformados em gatos como meio de punição, segundo esta crença.
O morcego também adquiriu a reputação de possuir forças ocultas, por sua habilidade de perseguir suas presas no escuro. O mamífero também mantinha as características dos pássaros (no ocultismo, símbolo da alma) e dos demônios (por ser noturno). Na Idade Média, acreditava-se que demônios transformavam-se em morcegos.
Máscaras e fantasias eram utilizadas para afugentar entidades malfeitoras. Além de alterar a personalidade do usuário, possuíam a propriedade de conectá-lo aos mundos espirituais. As cores mais comuns no Halloween são o laranja e preto. Elas estavam associadas à missas em favor dos mortos celebradas em novembro.
As velas de cera de abelha tinham cor alaranjada, e os esquifes eram cobertos com tecidos pretos.
Nas celebrações do Samhain, os druidas construíam grandes fogueiras denominadas Bonfire (ou Bonefire, Fogo de Ossos), e queimavam vivos prisioneiros de guerra, criminosos e animais. Eles acreditavam prever o futuro através do fogo observando a posição dos corpos em chama.

Por Spectrum

Leia também:


A origem do halloween, o Dia das Bruxas


A origem do halloween remonta às tradições dos povos que habitaram a Gália e as ilhas da Grã-Bretanha entre os anos 600 a.C. e 800 d.C., embora com marcadas diferenças em relação às atuais abóboras ou da famosa frase "Gostosuras ou travessuras", exportada pelos Estados Unidos, que popularizaram a comemoração. Originalmente, o halloween não tinha relação com bruxas. Era um festival do calendário celta da Irlanda, o festival de Samhain, celebrado entre 30 de outubro e 2 de novembro e marcava o fim do verão (samhain significa literalmente "fim do verão"). 

A celebração do Halloween tem duas origens que no transcurso da História foram se misturando: 

Origem Pagã 

A origem pagã tem a ver com a celebração celta chamada Samhain, que tinha como objetivo dar culto aos mortos. A invasão das Ilhas Britânicas pelos Romanos (46 A.C.) acabou mesclando a cultura latina com a celta, sendo que esta última acabou minguando com o tempo. Em fins do século II, com a evangelização desses territórios, a religião dos Celtas, chamada druidismo, já tinha desaparecido na maioria das comunidades. Pouco sabemos sobre a religião dos druidas, pois não se escreveu nada sobre ela: tudo era transmitido oralmente de geração para geração. Sabe-se que as festividades doSamhain eram celebradas muito possivelmente entre os dias 5 e 7 de novembro (a meio caminho entre o equinócio de verão e o solstício de inverno). Eram precedidas por uma série de festejos que duravam uma semana, e davam ao ano novo celta. A "festa dos mortos" era uma das suas datas mais importantes, pois celebrava o que para os cristãos seriam "o céu e a terra" (conceitos que só chegaram com o cristianismo). Para os celtas, o lugar dos mortos era um lugar de felicidade perfeita, onde não haveria fome nem dor. A festa era celebrada com galinhas presididos pelos sacerdotes druidas, que atuavam como "médiuns" entre as pessoas e os seus antepassados. Dizia-se também que os espíritos dos mortos voltavam nessa data para visitar seus antigos lares e guiar os seus familiares rumo ao outro mundo. 

Origem Católica 

Desde o século IV a Igreja da Síria consagrava um dia para festejar "Todos os Mártires". Três séculos mais tarde o Papa Bonifácio IV(† 615) transformou um templo romano dedicado a todos os deuses (Panteão) num templo cristão e o dedicou a "Todos os Santos", a todos os que nos precederam na fé. A festa em honra de Todos os Santos, inicialmente era celebrada no dia 13 de maio, mas o Papa Gregório III († 741) mudou a data para 1º de novembro, que era o dia da dedicação da capela de Todos os Santos na Basílica de São Pedro, em Roma. Mais tarde, no ano de 840, o Papa Gregório IV ordenou que a festa de Todos os Santos fosse celebrada universalmente. Como festa grande, esta também ganhou a sua celebração vespertina ou vigília, que prepara a festa no dia anterior (31 de outubro). Na tradução para o inglês, essa vigília era chamada All Hallow’s Eve (Vigília de Todos os Santos), passando depois pelas formas All Hallowed Eve e "All Hallow Een" até chegar à palavra atual "Halloween". 
Se analisarmos o modo como o Halloween é celebrado hoje, veremos que pouco tem a ver com as suas origens: só restou uma alusão aos mortos, mas com um carácter completamente distinto do que tinha ao princípio. Além disso foi sendo pouco a pouco incorporada toda uma série de elementos estranhos tanto à festa de Finados como à de Todos os Santos. 
Entre os elementos acrescidos, temos por exemplo o costume dos "disfarces", muito possivelmente nascido na França entre os séculos XIV e XV. Nessa época a Europa foi flagelada pela Peste Negra e a peste bubônica dizimou perto da metade da população do Continente, criando entre os católicos um grande temor e preocupação com a morte. Multiplicaram se as Missas na festa dos Fiéis Defuntos e nasceram muitas representações artísticas que recordavam às pessoas a sua própria mortalidade, algumas dessas representações eram conhecidas como danças da morte ou danças macabras. 
Alguns fiéis, dotados de um espírito mais burlesco, costumavam adornar na véspera da festa de finados as paredes dos cemitérios com imagens do diabo puxando uma fila de pessoas para a tumba: papas, reis, damas, cavaleiros, monges, camponeses, leprosos, etc. (afinal, a morte não respeita ninguém). Também eram feitas representações cênicas, com pessoas disfarçadas de personalidades famosas e personificando inclusive a morte, à qual todos deveriam chegar. 
Possivelmente, a tradição de pedir um doce, sob ameaça de fazer uma travessura (trick or treat, "doce ou travessura"), teve origem na Inglaterra, no período da perseguição protestante contra os católicos (1500-1700). Nesse período, os católicos ingleses foram privados dos seus direitos legais e não podiam exercer nenhum cargo público. Além disso, foram lhes infligidas multas, altos impostos e até mesmo a prisão. Celebrar a missa era passível da pena capital e centenas de sacerdotes foram martirizados. Produto dessa perseguição foi a tentativa de atentado contra o rei protestante Jorge I. O plano, conhecido como Gunpowder Plot ("Conspiração da pólvora"), era fazer explodir o Parlamento, matando o rei, e assim dar início a um levante dos católicos oprimidos. A trama foi descoberta em 5 de novembro de 1605, quando um católico converso chamado Guy Fawkes foi apanhado guardando pólvora na sua casa, tendo sido enforcado logo em seguida. Em pouco tempo a data converteu se numa grande festa na Inglaterra (que perdura até hoje): muitos protestantes a celebravam usando máscaras e visitando as casas dos católicos para exigir deles cerveja e pastéis, dizendo lhes: trick or treat (doce ou travessuras). Mais tarde, a comemoração do dia de Guy Fawkes chegou à América trazida pelos primeiros colonos, que a transferiram para o dia 31 de outubro, unindo a com a festa do Halloween, que havia sido introduzida no país pelos imigrantes irlandeses. Vemos, portanto, que a atual festa do Halloween é produto da mescla de muitas tradições, trazidas pelos colonos no século XVIII para os Estados Unidos e ali integradas de modo peculiar na sua cultura. Muitas delas já foram esquecidas na Europa, onde hoje, por colonização cultural dos Estados Unidos, aparece o Halloween enquanto desaparecem as tradições locais. 

Novos elementos do Halloween 

A celebração do 31 de Outubro, muito possivelmente em virtude da sua origem como festa dos druidas, vem sendo ultimamente promovida por diversos grupos neo-pagãos, e em alguns casos assume o caráter de celebração ocultista. Hollywood fornece vários filmes, entre os quais se destaca a série Halloween, na qual a violência plástica e os assassinatos acabam por criar no espectador um estado de angústia e ansiedade. Muitos desses filmes, apesar das restrições de exibição, acabam sendo vistos por crianças, gerando nelas o medo e uma idéia errônea da realidade. Porém, não existe ligação dessa festa com o mal. Na celebração atual do Halloween, podemos notar a presença de muitos elementos ligados ao folclore em torno da bruxaria. As fantasias, enfeites e outros itens comercializados por ocasião dessa festa estão repletos de bruxas, gatos pretos, vampiros, fantasmas e monstros, no entanto isso não reflete a realidade pagã. 

Fonte:Wikipedia

5.9.12

Sal marinho: um toque mágico em sua pele


Sempre que você fizer um banho com sal, não deixe de fechar o seu  campo  energético.  Use umas gotas do seu perfume no lugar do banho de açúcar, para fazer o banho de  imantação. 

Leia AQUI para entender.


Banho de sal marinho para diminuir a celulite

Banho de sal marinho para diminuir a celulite é um excelente remédio caseiro, pois suas propriedades estimulam a circulação e aumentam a corrente linfática diminuindo o acúmulo de gordura no organismo.

Receita do banho de sal marinho para diminuir a celulite

Ingredientes

2 xícaras de sal marinho;
Banheira com água morna;
Modo de preparo

Para preparar o banho de sal marinho é muito fácil, basta encher a banheira com água morna e adicionar as 2 xícaras de sal. A água deve ser bem misturada e deve-se relaxar na banheira por pelo menos 20 minutos, posteriormente as pernas e nádegas devem ser suavemente massageadas com o sal marinho e enxaguadas com água fria.

Para uma melhor eficácia aplique um hidratante na pele logo após o banho, esse tratamento ajuda a amaciar a pele e a diminuir os furinhos que caracterizam a celulite. Confira também a automassagem contra a celulite que pode ser feita durante esse banho, é uma dica imperdível para as mulheres que querem se livrar dos desconfortos causados por esse problema.

Fonte:


19.8.12

Proteção espiritual


por Bruno J. Gimenes - sintonia@luzdaserra.com.br


A RECEITA INFALÍVEL

Sempre que o assunto é proteção espiritual normalmente costumamos abordá-lo sob uma visão muito estreita, mas também temos o hábito de considerar que a tão almejada proteção espiritual é conquistada em algum lugar externo, com a ajuda de uma solução mágica ou com uma receita infalível.
Realmente existe uma receita para a conquista da verdadeira proteção espiritual, que não é um amuleto, tampouco um patuá ou um ritual específico. Não estou dizendo que alguns elementos externos não sejam acessórios importantes na busca de um estado seguro de equilíbrio espiritual, entretanto, o principal elemento que determina a genuína proteção espiritual é viver a verdade a cada ato.
Só consegue atingir um estado de proteção espiritual aquele que vive a verdade da sua alma, em cada atitude e situação da vida.

A AURA HUMANA
 
O ser humano é composto por diversos corpos, em diversas faixas de frequência, para facilitar vamos resumir em dois tipos: o corpo físico e o energético.
Tudo o que acontece no corpo físico reflete-se na estrutura do corpo energético, bem como tudo o que ocorre no corpo energético, reflete-se no corpo físico. A aura humana é exatamente o nosso corpo energético.
Assim como o planeta mantém um campo de energia que bloqueia a passagem de asteroides e cometas na atmosfera terrestre, a aura humana serve como um escudo protetor que bloqueia o acesso de forças negativas externas.
A aura, psicossoma, perianto, corpo de luz, são nomes variados para representar o nosso sistema energético ou corpo sutil. Mas o que alimenta e constitui esse campo energético? Qual energia é responsável por mantê-lo abastecido?
A força da vida.
Energia vital, prana, espírito santo, chi, ki ou manas, todos estes nomes referem-se à mesma energia. É a energia vital universal que abastece nosso campo energético.

A INFLUÊNCIA DOS PENSAMENTOS E SENTIMENTOS

Genericamente, recebemos a todo instante um fluxo contínuo de energia vital, o qual abastece os nossos corpos energéticos e consequentemente vitaliza as funções do corpo físico.
O corpo físico não é alimentado apenas pela energia vital, pois também depende do repouso (sono), da alimentação e da respiração. Mas o corpo energético é alimentado pela energia vital que nos abastece diariamente. Ocorre que os nossos pensamentos e emoções têm a capacidade de influenciar a qualidade da energia vital a qual recebemos diariamente, logo, têm o poder de manter ou piorar o padrão da energia recebida.
Pensamentos e emoções negativas frequentes desarmonizam o fluxo energético que constitui o campo de força que protege o espírito humano de invasões sutis de diversos aspectos.

A PROTEÇÃO COMEÇA NA CONSCIÊNCIA

"Orai e Vigiai" a qualidade das emoções e dos pensamentos é o melhor caminho. Você pode utilizar salmos, orações específicas, simpatias e rituais de proteção, entretanto, a força que alimenta a sua proteção espiritual é basicamente consciencial.
Ninguém que esteja com um vazio consciencial enorme dentro do peito conseguirá uma proteção espiritual real e duradoura utilizando-se apenas de elementos externos.

OS DIFERENTES ATAQUES

Podemos sofrer invasões energéticas nocivas de diversos aspectos, mas para facilitar o entendimento, vamos resumir em apenas dois tipos:
- Espiritual: entidades espirituais desencarnadas agem interferindo na harmonia energética de uma ou mais pessoas.
- Mental/Emocional: a energia de pensamentos e emoções negativas age de forma nociva na aura de uma ou mais pessoas.

SEMPRE HÁ TROCAS

Quando dois corpos se unem, depois deste encontro, jamais serão os mesmos, energeticamente falando. O tempo todo trocamos energias sutis com os ambientes e pessoas as quais temos contato, e nem sempre doamos fluidos de boa qualidade, bem como podemos receber fluídos nocivos. O segredo não é apenas saber bloquear a captação de energias sutis, mas saber transmutá-las quando absorvidas.
E como limpar-se de energias nocivas? Como proteger-se?

A humanidade no século XXI está sendo banhada por uma chuva de informações acerca da evolução da alma, das curas naturais e da espiritualidade, jamais antes imaginada. Aproveitando este momento primoroso, devemos incorporar em nossos hábitos diários atitudes voltadas não somente para o bem estar do corpo físico, mas para o corpo energético. E o que pode ser feito para purificar e alimentar o corpo energético?

REZAR: Reze todos os dias! Chame esta prática de prece, oração ou meditação, o nome não importa. O que realmente interessa é que você reserve dez minutos, três vezes ao dia, para se sintonizar com a Força Maior ou Deus. Mas é bom que você saiba que a prece mecânica, a qual não é feita com a força da gratidão, não funciona.

AMAR, PERDOAR E ACEITAR: Colocar amor em todos os atos conscientemente desenvolve a aceitação e o perdão nas situações conflitantes da vida. Esses momentos, quando não contornados com a força do amor, podem produzir grandes perdas de força no campo de energia humano, e assim facilitar os ataques.

ESTUDAR SEMPRE, SEMPRE MESMO: Jamais deixar de aprender sobre o grande mistério da vida, sobre a relação entre Deus e o homem, sobre a cura da alma e a elevação da consciência como um todo.

BUSCAR A SUA VERDADE: Focar na sua missão espiritual desta existência física. Viva a sua vida física como achar que deve viver, todavia, jamais se distraia do fato de que toda alma encarnada neste mundo tem um propósito e que a forma mais plena de existir é encontrar e realizar este propósito.

PRÁTICAS SAUDÁVEIS: Receber passes nos centros espíritas, fazer yoga, reiki, exercícios físicos, práticas bionergéticas, meditações e rir bastante, sempre contribui muito na conquista da proteção espiritual.

DESMISTIFIQUE:

- AMULETOS: São artefatos, normalmente produzidos pela combinação de elementos naturais (cristais, ervas, metais, etc.) carregados com a força de uma intenção maior, que os torna capazes de fortalecer a aura de quem os utiliza.

- CORPO FECHADO: É apenas um termo utilizado de forma coloquial para remeter a um indivíduo que tem um campo energético mais forte. Tecnicamente falando, "fechar o corpo" seria muito nocivo porque implicaria em bloquear a passagem de qualquer tipo de energia, inclusive, a força vital universal que nos abastece continuamente. Neste conceito técnico, ter o "corpo fechado" seria uma condição muito precária de viver.

- RESSONÂNCIA OU SINTONIA ESPIRITUAL: O que você pensa, sente e acredita está sempre ligado ao que você manifesta em sua constituição áurica, e, por conseguinte, determina a sua sintonia espiritual. Em se tratando de invasões espirituais, cada pessoa se sintoniza com os espíritos semelhantes em condições mentais, emocionais e morais. Mudando esses aspectos no indivíduo, a sua ressonância ou sintonia mudará na mesma proporção. Portanto, é a reforma íntima a porta de entrada para uma condição de proteção espiritual.
Fonte:
http://somostodosum.ig.com.br/clube/c.asp?id=31546


8.5.12

Sortilégio do Amor

Aproveite as energias do Planeta Venus e faça esse encantamento para fortalecer uma relação amorosa ou aproximar mais a pessoa amada.
O ideal é fazer o ritual  em noites de   Lua Cheia.

Material necessário:


1 incensário

1 incenso

2 litros de água

8 pétalas de rosas

3 cravos

3 pedacinhos de canela

8 folhas  de três ervas ligadas à Vênus

►Preparo

Acenda o incenso
Coloque uma música suave  para você ouvir e limpe sua mente de qualquer pensamento negativo.

Coloque a água e as pétalas de rosas,  os cravos,  a canela, e as folhas  de três ervas ligadas à Vênus no seu caldeirão ( se tiver ) ou em uma panela ou caneca esmaltada, ou em um recipiente de vidro que possa ir ao fogo.

Quando a água ferver, sinta o perfume das ervas e  visualize o rosto da pessoa amada no vapor que sobe  e diga:

“Ervas de magia, ervas de poder,  
renovem o meu amor
a cada amanhecer;
fortaleçam o meu amor
a cada anoitecer.
Conserve  o meu amor bem junto a mim
 e que a nossa paixão jamais tenha fim,
se para a nossa felicidade for”.

Coloque  todo o líquido em um balde e mais água fria, até ficar em temperatura agradável. Leve o balde para o banheiro e tome seu banho, normalmente.
Depois, derrame á água do balde sobre seu corpo, e visualize o rosto da pessoa amada.

Diga: “Que nossa união seja para o bem de todos”.

►Incensos  que você poderá usar:

almiscar, cravo, cravo-da-Índia, dama-da-noite, jasmim, canela, maçã-rosada, noz-moscada, musk, néfer, ópio-rosa, orquídea, vetiver, ylang, doce-de-leite, tutty-fruity.

►Ervas:
camomila, gerânio,  lírio, maçã, maracujá, margarida, morango, narciso, murta, orquídea, rosa, trigo, tulipa, violeta,


Fases da lua em maio de 2012

Cheia
06/05 00:35

Minguante
12/05 18:46

Nova
20/05 20:47

Crescente
28/05 17:16


Vênus e os relacionamentos

Vênus está em Gêmeos, e ficará um longo período neste signo:
até 7 de agosto. Este artigo pretende lhe entregar de bandeja 
todas as dicas para tirar o melhor proveito deste período.


VÊNUS EM GÊMEOS PARA QUEM JÁ ESTÁ EM UM COMPROMISSO

Na fase de Vênus retrógrado, você vai ter que ser muito mais cuidadoso com o seu relacionamento, principalmente se o seu parceiro já vem reclamando de alguma coisa (ex: que você só trabalha e não tem tempo para ele). Como foi dito, este é um período de potencial crise. O segredo será sair do automático, colocando mais qualidade e atenção no relacionamento. E como Vênus estará retrogradando em Gêmeos, dois itens poderão ajudar muito: ter mais tempo para dialogar com a pessoa, realmente ouvir e expressar mais os próprios sentimentos, e ter mais tempo, igualmente, para estar com a pessoa e fazer algo interessante. Sabe aquela viagem na serra, que há tempos vocês vêm planejando? Por outro lado, se você viajar para a serra com problemas escondidos debaixo do tapete, é lá no alto das montanhas que a falta de sintonia irá ficar clara e exigir atenção.

Fora do período de Vênus retrógrado, em que talvez haja algo a ser resolvido, a ideia será colocar novidade: sair com outros casais, viajar, ir ao cinema, ver peças de teatro. Enfim, incrementar a rotina. E se puder turbinar também a comunicação (mandar SMS, deixar bilhetinhos) vai marcar pontos extras. E melhor ainda se inventar surpresas! É como se aquele amor mais de juventude tivesse de emergir agora, com todo a sua força e, porque não dizer, graça.

PERÍODOS COMPLICADOS

Se você é solteiro, anote na sua agenda com caneta vermelha o seguinte intervalo de tempo: de 20 a 27 de junho. Nestes dias, Vênus ainda estará em movimento retrógrado e próximo de uma quadratura de Júpiter com Netuno. Tradução: esta será uma fase muito tendente a idealizações na esfera amorosa, e a levar gato por lebre. Se aparecer algo que você diga: "é o amor da minha vida, é incrível", eu não quero ser estraga prazeres, mas observe por um tempinho. Talvez a gata ou o gato não seja tudo isto ou mais tarde apareça algo que você não notou e que fará muita diferença.
Outra fase um tanto complicada será o período de 2 a 8 de junho, pois Vênus, o planeta daquilo que se gosta, estará em tensão com Marte, que rege a atração sexual. Trocando em miúdos, talvez você conheça alguém com quem a química (Marte) seja fantástica, mas você não escolheria esta pessoa para namorar (Vênus). Sabe aquele bonitão cheio de músculos ou a gatinha linda, mas com quem o diálogo não decola e não parece haver muitas coisas em comum? Ou talvez você encontre uma pessoa com muitas qualidades (Vênus), mas em que a atração não seja tão fácil (Marte).

Leia o artigo completo em: